Sandra Miju Oh é uma atriz canadense-americana, popularmente conhecida por interpretar a médica Cristina Yang no sucesso Grey’s Anatomy (2005–2014), do canal ABC; e Eve Polastri na série Killing Eve.

Nascida em Ottawa, Canadá, Sandra vem de uma família de imigrantes coreanos de classe média. Ainda jovem, ela recusou uma bolsa de estudos em jornalismo para seguir a carreira de atriz estudando artes cênicas na Escola Nacional de Teatro, em Montreal. Seus primeiros trabalhos foram nos filmes canadenses Double Happiness e The Diary of Evelyn Lau, de 1994. 

Na TV, o primeiro papel de destaque foi como Rita Wu, na série Arliss (1996 – 2002) de comédia da HBO. Durante os anos seguintes ela participou de várias produções televisivas, como Judging Amy e American Crime. Além disso, Sandra Oh também é conhecida por dublar animações como American Dad!, American Dragon: Jake Long, Turning Red, Raya e o Último Dragão, e Invincible. 

Para o cinema, ela completou o elenco de várias produções de sucesso, como Mr. Bean – O Filme (1997), O Diário da Princesa (2001), Long Life, Happiness & Prosperity (2002), Sob o Sol da Toscana (2003) Sideways – Entre Umas e Outras (2004), Wilby Wonderful (2004), o terror psicológico Menina Má. Com (2005). Nos anos 2010, os destaques foram Reencontrando a Felicidade (2010), Tammy: Fora de Controle (2014), Catfight (2016) e Meditation Park (2017).

Seus últimos trabalhos incluem a série de comédia da Netflix, The Chair (2021), o longa de terror Umma (2022), e o filme de animação da Pixar, Turning Red (2022).

Sandra Oh foi a primeira mulher de ascendência asiática a ser anfitriã do Globo de Ouro na edição 79 em 2019, e a terceira na história do Saturday Night Live no mesmo ano. Além disso, foi a primeira mulher de ascendência asiática a ser indicada ao Emmy de melhor atriz e a ganhar dois Globos de Ouro. Também foi indicada quatro vezes ao prêmio SAG e soma treze indicações ao Emmy no decorrer de sua carreira. Em 2018,  Sandra Oh foi naturalizada cidadã americana junto a origem canadense.

Sandra também é conhecida por seu ativismo e trabalho significativo na luta contra a xenofobia e o preconceito com pessoas de origem asiática. Atualmente, a atriz está focada em desenvolver trabalhos com representação ativa da cultura asiático-canadense.